Página Inicial» Notícias» Delcídio lidera corrida ao governo e venceria eleição no 1º turno

Delcídio lidera corrida ao governo e venceria eleição no 1º turno


 

alt O senador Delcídio Amaral (PT) é o favorito para a disputa ao governo estadual em 2014. É o que revela pesquisa do Instituto Ibrape, contratada pelo Midiamax, realizada entre os dias 16 a 27 de setembro em todas as oito regiões do estado. Foram efetuadas 2.312 entrevistas. A margem de erro é de 4% e o grau de confiança de 95%.

Aos eleitores foram apresentados cinco cenários e em todos Delcídio venceria com folga seus prováveis concorrentes no momento (Nelsinho Trad-PMDB, Reinaldo Azambuja-PSDB e Simone Tebet-PMDB).

Na disputa com três candidatos, foram oferecidos dois cenários.

Cenário 1 - Delcídio, Nelsinho e Reinaldo

No primeiro Delcídio Amaral tem 51%, Nelsinho Trad 20% e Reinaldo Azambuja 11%. Voto branco ou nulo somam 8% e 10% dos eleitores se declararam indecisos ou não sabem.

Cenário 2 - Delcídio, Reinaldo e Simone

No segundo Delcídio Delcídio Amaral tem 54%, Reinaldo Azambuja 14% e Simone Tebet 12%. Votos brancos e nulos somam 7% e 13% se declararam indecisos ou não sabem.

Em ambos os cenários Delcídio vence em todas as regiões do estado: região central (Campo Grande), região norte (Coxim, Rio Verde, Camapuã, Sonora, São Gabriel do Oeste e Pedro Gomes), Grande Dourados (Dourados, Ponta Porã, Amambai, Maracajú, Fátima do Sul e Douradina), Conesul (Naviraí, Mundo Novo, Sete Quedas, Eldorado, Iguatemi e Itaquiraí), Vale do Ivinhema (Nova Andradina, Ivinhema, Batayporã, Anaurilândia, Taquarussu, Angélica), Bolsão(Três Lagoas, Paranaíba, Aparecida, Cassilândia, Brasilândia e Selvíria), Sudoeste (Jardim, Bela Vista, Porto Murtinho, Bonito e Nioaque) e Pantanal (Corumbá, Ladário, Albuquerque e assentamento).

Cenário 1

No primeiro cenário, Delcídio tem o maior percentual (82%) na região do Pantanal, e o menor (54%) no Bolsão. Nelsinho tem o maior percentual (33%) na Capital, e o menor (6%) no Pantanal. Reinaldo tem o maior percentual na Grande Dourados (17%), e o menor (2%) no Pantanal.

Capital e Interior

Considerando a divisão entre a região da Capital e Interior, Delcídio tem 44% na região Central, e 54% no Interior. Nelsinho tem 33% na região Central, e 15% no Interior.

Cenário 2

No segundo cenário, Delcídio tem o maior percentual (87%) na região do Pantanal, e o menor (50%) na capital. Reinaldo tem o maior percentual na (23%) na Capital, e o menor (4%) no Pantanal e Vale do Ivinhema. Simone tem o maior percentual (40%) no Bolsão, e o menor (2%) no Pantanal.

Capital e Interior

Considerando a divisão entre a região da Capital e Interior, Delcídio tem 50% na região Central, e 56% no Interior. Reinaldo tem 23% na região Central, e 9% no Interior. Simone tem 11% na Capital, e 12% no Interior.

Campo Grande - Delcídio, Nelsinho e Reinaldo

Considerando o mesmo cenário apenas com os eleitores de Campo Grande, Delcídio continua na frente com 44% das intenções de voto, contra 33% apontados em favor de Nelsinho. Azambuja permanece em terceiro lugar, registrando 16% das intenções de voto. Brancos e Nulos somam 3% e indecisos 4%.

Interior - Delcídio, Nelsinho e Reinaldo

Já se forem levadas em conta somente as intenções de voto nas sete regiões do interior, o petista dispara, alcançando 39 pontos percentuais de vantagem sobre o segundo colocado. Enquanto Delcídio alcança 54% da preferência dos eleitores no interior, Nelsinho registra 15% e Azambuja 7% das intenções de voto. Brancos e nulos ficam em 10% e indecisos em 14%.

Campo Grande - Delcídio, Reinaldo e Simone

Levando em consideração apenas os dados sobre intenções de votos colhidos em Campo Grande, o petista registra 27 pontos percentuais sobre o segundo lugar, com 50% de preferência. Na sequência vem Azambuja com 23% das intenções de voto, seguido por Simone com 11%. Brancos e nulos ficam em 9% e indecisos 11%.

Interior - Delcídio, Reinaldo e Simone

Nas sete regiões do interior que fazem parte da pesquisa, as intenções de voto em favor de Delcídio seguem despontando no gráfico. Mesmo Simone subindo de posição e passando para um segundo lugar, o percentual de vantagem aumenta, passando dos 39% registrados em Campo Grande para 44% no interior.

Nesse cenário Delcídio aparece com 56% de preferência de voto entre os eleitores, enquanto Simone registra 12%, seguida de Azambuja com 9% das intenções de voto. Brancos e nulos 5% e indecisos 18%.

Conjuntura

Atualmente, apenas a candidatura de Delcídio está colocada pelo partido como definitiva. A cúpula do PMDB lançou o nome de Nelsinho como pré-candidato e deixou claro que seu nome só será viabilizado se ele conseguir consolidar parcerias que o fortaleçam para a disputa de 2014. Em meio ao trabalho de Nelsinho, o líder político do PMDB, André Puccinelli, tem dito de forma recorrente o nome de Simone Tebet como possível sucessora a sua vaga no governo de MS.

Já o PSDB, mesmo tendo Azambuja como candidato natural ao cargo, ainda resiste em lançar a candidatura e se mantém dividido se o tucano disputa governo ou senado. Tanto PMDB, quanto PSDB, esperam as convenções de junho de 2014 para se decidirem.

Embates Diretos

Os três cenários (Delcídio x Nelsinho); (Delcídio x Reinaldo) e (Delcídio x Simone) acompanhe a divulgação em reportagens seguintes.

Resumo metodológico

O levantamento foi realizado por amostragem representativa da população eleitoral de Mato Grosso do Sul. A pesquisa fez 2.312 entrevistas, distribuídas em 39 cidades, das 8 regiões geográficas do Estado: Região Central, Região Norte, Grande Dourados, Conesul, Vale do Ivinhema, Bolsão, Sudoeste e Região do Pantanal.

O intervalo de confiança do trabalho é de 95% e a margem de erro é de até quatro pontos percentuais. O levantamento ocorreu entre os dias 16 e 27 de setembro de 2013.
Fonte: Midiamaxnews

 
Leite com formol é vendido em SP e no PR, afirma Ministério Público
Quase 300 mil litros de leite das marcas Líder ...
 
FGTS pode ser usado para pagar pensão alimentícia
A Justiça Federal decidiu nesta quinta-feira qu...
 

U