Página Inicial» Notícias» SIM visa tirar pequenos produtores da clandestinidade no Cone Sul

SIM visa tirar pequenos produtores da clandestinidade no Cone Sul

alt Uma iniciativa adotada pelos municípios que fazem parte do Conisul (Consórcio Intermunicipal para o Desenvolvimento da Região Cone Sul de Mato Grosso do Sul), que é a implantação do SIM (Serviço de Inspeção Municipal) visa tirar da clandestinidade centenas de pequenos produtores e integrantes da agricultura familiar no Cone Sul do Estado.

Sem meios para legalizar seus produtos de origem animal como o leite e seus derivados, entre eles o queijo e o doce de leite e também suas criações domésticas como o frango caipira, o porco e o peixe entre outros pequenos animais tradicionais na agricultura familiar, o pequeno produtor acaba sendo prejudicado na hora de vender seus produtos por falta de documentação e tem que se arriscar a levar multas e ter a mercadoria apreendida por agentes fiscalizadores por estarem trabalhando na clandestinidade.

Por conta das exigências sanitárias, os costumes tradicionais que vinham de centenas de anos, que era o de entregar leite de carrocinha de porta em porta diariamente, a venda de galinha caipira, ovos, lingüiça caseira, o chouriço, o mel, a geléia de mocotó, o requeija e uma variedade de outros produtos de origem animal, que garantiam o sustento de milhares de sitiantes, passou a ser considerado crime contra a saúde pública e expõe os praticantes desse tipo de atividade ao risco de inclusive ir parar na cadeia, como já ocorreu em algumas cidades em passado recente.

Segundo o secretário-executivo do Conisul, Rodrigo Cazelli, a implantação do Sistema de Inspeção Municipal (SIM) por parte dos municípios poderia solucionar esse problema, já que, com o selo de inspeção municipal, além de vender seus produtos em feiras, estabelecimentos comerciais e em pontos de venda de forma legalizada, o pequeno produtor também terá a possibilidade de fornecer seus produtos de origem animal à órgãos públicos de forma legalizada.

Cone Sul precisa definir implantação do SIM rápido, diz Consórcio

De acordo com o Conisul, uma reunião à ser realizada nos próximos dias dará um ultimato aos municípios no sentido de agilizarem o sistema de inspeção, tendo em vista prazos expostos, já que a operacionalização do sistema via Consórcio tem que passar por supervisão da IAGRO (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal) e pelo MAPA (Ministério da Agricultura e Pecuária).

Fonte: A Gazeta News.

 
Cura da Aids? Cientistas conseguem expulsar HIV do corpo
A ciência finalmente descobriu como dar o últi...
 
Caarapó e Iguatemi ganham estação meteorológica
Foi liberado na última sexta-feira, dia 14 de n...
 
Unesco: países não atingirão meta de melhorar educação até 2015
  O compromisso assumido por 164 países, entre ...

U